Síndrome do Pânico tem solução

Quando as pessoas vem buscar uma solução para não terem mais o ataque de pânico, a maior parte delas visa eliminar o conjunto de sintomas que as fazem sentirem-se muito mal, porém não tem ideia de que esses sintomas não são o grande problema.  

A falta de informação tem levado pessoas a não saberem lidar com tal problema. A maioria delas perde a esperança de que exista uma solução. Para compreender a possível solução é necessário entender como a sua mente se comporta no meio de tantas exigências,  ao ponto de  lhe pedir ajuda.

 

O #ataquedepanico se caracteriza por uma angústia extrema, ansiedade exagerada e medo iminente de que algo ou alguém possa lhe tirar a vida, apesar de não haver nenhum risco iminente.  

Caso você se perceba assim, quero lhe convidar a descobrir um pouco mais sobre o #panico junto comigo.

Imagina que seu cérebro é uma casa muito grande e guarda todos os tesouros de sua vida. Nessa casa todas as coisas tem um lugarzinho para você guardar tudo de valor para sua vida, para seu crescimento e para sua sobrevivência.

 

Cada lugarzinho desse tem uma porta que somente você pode acessar, e sempre que abre um porta é necessário fechar outra, afinal cada lugar tem um tesouro para ser usado com cuidado.

Saber usar as chaves corretas para acessar esses valores é um aprendizado diário e nesse aprendizado você percebe que algumas sensações estão forçando a entrada querendo invadir e tomar seus tesouros. É nesse momento que é necessário disparar o alarme para que as portas se tranquem automaticamente até que o perigo iminente esteja longe de você.

As pessoas que buscam a HipnoseNeral® contam um pouco de suas vidas e cada um delas relata uma experiência como essa metáfora que você acabou de ler. 

 

Por mais que a sua mente exerça um enorme potencial de ação, nem sempre ela está preparada para lidar com a grande quantidade de tensões que você sofreu durante a história de sua vida, principalmente na infância.

Tanto os traumas quanto os impactos emocionais negativos, foram situações que invadiram a mente da pessoa e tal invasão ficou registrada nas MLP´s (Memórias de Longo Prazo) como momentos que as portas da mente foram arrombadas e para que isso não aconteça mais uma vez, a mente subconsciente vai dar um alerta (ataque de pânico) para você parar tudo até o "perigo" ir embora.

 

O interessante é que a sua mente subconsciente não distingue o fato que aconteceu a 2, 10 ou 40 anos atrás, simplesmente ela vai te trazer aquele "aprendizado" para você trancar as portas até o que "perigo" que um dia aconteceu com você, vá embora. Geralmente o ataque de pânico leva em média 30 minutos e depois que a mente subconsciente percebe que o perigo imaginário foi embora, ela destrava as portas e você volta acessar a sua mente sem nenhuma sensação de perigo ou morte iminente.

Os sintomas do ataque de pânico trazem um grande desconforto de ordem emocional, social e de qualidade de vida.

Porém os sintomas são apenas representantes do problema. O grande problema é o evento causador inicial que se firmou em memórias de longo prazo e vem à tona num nível de sensibilidade altíssima provocando um MEDO extremo.

O Ataque de Pânico ou Transtorno do Pânico (TP), segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) atinge cerca de 2% da população brasileira. Os sintomas incluem taquicardia, suores, tremores, falta de ar, dor no peito, náusea, medo de morrer ou de perder o controle, e pode ser confundido com problemas cardíacos ou Acidente Vascular Cerebral (AVC).

 

A frequência que isso acontece varia de pessoa para pessoa, porém caso a pessoa não busque ajuda, o transtorno do pânico pode se transformar em Síndrome do Pânico, ou seja, o medo dos ataques de pânico acontecerem novamente deixam a pessoa em um estado de alerta tão elevado que ela passa a aumentar cada vez mais os episódios e, a depender de como a pessoa reage diante desses ataques, existe uma tendência de ideação suicida.  

Apesar da crise durar minutos (em média 30 minutos), o problema maior do transtorno é viver com o medo. O limiar entre uma crise isolada (ataque de pânico) e a frequência do transtorno (síndrome do pânico) pode ser evitado.

A Hipnose Neural é um tratamento breve, pois age com foco na causa do problema acessando recursos naturais da mente subconsciente de maneira rápida e efetiva, gerando um estado de confiança e equilíbrio.

 

Por ser uma terapia breve, você terá uma consulta inicial a fim de compreender como será efetivado o tratamento e depois é iniciado o tratamento que pode compreender até duas sessões e mais uma sessão de retorno.

Por incrível que pareça, o ataque de pânico vem para evitar que "algo pior" aconteça e assim, você consiga se defender não deixando que nada invada mais a sua mente e lhe traga danos de ordem física ou emocional. A mente subconsciente vai agir rapidamente  com o SNC (Sistema Nervoso Central) para que seu corpo tenha sensações de perigo determinando para você ir a um lugar seguro. O desafio não é acabar com os sintomas do #pânico e sim reeducar a mente subconsciente de que o trauma (ou impacto emocional negativo) não é perigoso, que aquilo aconteceu no passado e não está acontecendo agora.

A sua mente é a sua casa e tem muitas portas...

A HipnoseNeural® visa em todo tratamento trabalhar a sua mente subconsciente a fim de promover mudanças neurológicas do seu aprendizado diante de sua própria história.

O que surpreende as pessoas ao buscarem a HipnoseNeural é saberem que o tratamento se baseia em eliminar a causa do ataque de pânico e não os sintomas que ele provoca

A maior parte das pessoas que apresenta pânico traz histórias de que, na infância, sofreram grandes exigências que as levaram a traumas. Esses traumas podem ser vistos como um dos fatores que invadiram a sua mente e você não sabia o que fazer, afinal você era apenas uma criança.

 

Há também aquelas situações de grande impacto emocional negativo, não necessariamente traumas, causados na idade adulta devido a situações de grande exposição ao estresse: um susto repentino, acidente de trânsito, assalto, sequestro ou até mesmo rompimento de uma relação amorosa ou de trabalho.

Diante de tanto sofrimento, Marizete Sampaio, fez todos os exames para descobrir qual era seu problema e mesmo assim nenhum exame conseguiu detectar,  assista ao vídeo abaixo: 

Como tratar a Síndrome do Pânico

Existe Solução

Queremos te ajudar superar o pânico ainda hoje,

clique no botão abaixo.